fbpx

“EIS O CORDEIRO DE DEUS!” PÁSCOA

X
Adquira agora o curso!

Abraão ergueu os olhos e viu atrás de si um carneiro preso pelos chifres entre os arbustos. Abraão pegou o carneiro e o ofereceu em holocausto, em lugar de seu filho.” GÊNESIS 22:13

No dia seguinte, vendo que Jesus vinha em sua direção, João disse: — Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” JOÃO 1:29

Geralmente no período de páscoa, o que mais se fala e comenta são os famosos “ovos de chocolate”. Reportagens intermináveis nos informam de como estão as vendas, a quantidade consumida a cada ano somente aumenta e as diversidades de tamanhos e sabores. No entanto, pouco se fala do verdadeiro significado da páscoa, uma vez que nada tem a ver com coelhinho nem com ovos, mesmo porque, coelho não bota ovo! A nossa páscoa cristã, que tem grande influência da páscoa judaica, tendo em vista o grande significado espiritual que as duas trazem. Uma aponta para o grande sacrifício de sangue que deveria ser feito para trazer livramento ao povo judeu do jugo e escravidão no egito (Êxodo 12), que já era uma prova que um outro sacrifício, também de sangue, deveria ser feito para libertar o ser humano, do seu estado de pecado e iniquidade, para uma Nova Aliança com Deus, selada e confirmada em Cristo Jesus, o verdadeiro Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!

Sendo assim, o período da páscoa deve ser lembrado como aquele em que Deus ofereceu seu filho Jesus, para que através de sua morte e ressurreição, um sacrifício perfeito (uma vez que Cristo não cometeu pecado, embora sendo homem como nós), concedeu uma oportunidade a todos os homens para se aproximarem novamente de Deus, não sendo mais necessário o sacrifício de um animal todos os anos (costume judaico), nem mesmo penitências intermináveis de purificação (costume católico romano), mas pela maravilhosa graça de Deus, aleluia! Bastando-nos apenas confessá-lo como nosso Senhor e crermos que Deus o ressuscitou dentre os mortos, para que possamos ser salvos (Romanos 10:9).

Mas quero chamar sua atenção também para um dia em especial nesse período da páscoa, o chamado domingo de páscoa. Ouso dizer que é uma das datas mais importante dentro do calendário cristão, ou me atreveria, indo além, a declarar que é a mais importante, uma vez que nos trás à memória o maior advento do cristianismo, a ressurreição de Cristo. Talvéz alguém possa me questionar por que é a mais importante? O que respondo com um texto do Apóstolo Paulo sobre esse fato: Ora, se o que se prega é que Cristo ressuscitou dentre os mortos, como alguns de vocês afirmam que não há ressurreição de mortos? E, se não há ressurreição de mortos, então Cristo não ressuscitou. E, se Cristo não ressuscitou, é vã a nossa pregação, e é vã a fé que vocês têm. Além disso, somos tidos por falsas testemunhas de Deus, porque temos testemunhado contra Deus que ele ressuscitou a Cristo, ao qual ele não ressuscitou, se é certo que os mortos não ressuscitam. Porque, se os mortos não ressuscitam, também Cristo não ressuscitou. E, se Cristo não ressuscitou, é vã a fé que vocês têm, e vocês ainda permanecem nos seus pecados. E ainda mais: os que adormeceram em Cristo estão perdidos. Se a nossa esperança em Cristo se limita apenas a esta vida, somos as pessoas mais infelizes deste mundo. Mas, de fato, Cristo ressuscitou dentre os mortos, sendo ele as primícias dos que dormem. Visto que a morte veio por um homem, também por um homem veio a ressurreição dos mortos. Porque, assim como, em Adão, todos morrem, assim também todos serão vivificados em Cristo.” (I Coríntios 15:12-22). Glória a Deus! Nosso Senhor não está em um túmulo, aquele cordeiro que foi imolado lá na cruz, assumindo toda nossa dívida, não permaneceu no sepulcro, ele ressuscitou e está vivo à destra de Deus, o Pai, intercedendo em nosso favor, conforme declarado pelo Apóstolo João: “Meus filhinhos, escrevo-lhes estas coisas para que vocês não pequem. Mas, se alguém pecar, temos Advogado junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo. E ele é a propiciação pelos nossos pecados — e não somente pelos nossos próprios, mas também pelos do mundo inteiro.” (I João 2:1-2)

Nós temos uma grande responsabilidade para com a nossa geração, declarar a todos, não apenas em um período de páscoa, mas todos os dias, que Jesus Cristo é o Filho de Deus, o qual se entregou por nós para purificar os nossos pecados e nos aliançar com Deus. E que através de sua ressurreição, vencendo a morte, nos garantiu a vida eterna e uma morada como ele e o Pai no céu!

Feliz Páscoa, ou melhor, feliz ressurreição em Cristo Jesus!

“Mas Deus, sendo rico em misericórdia, por causa do grande amor com que nos amou, e estando nós mortos em nossas transgressões, nos deu vida juntamente com Cristo — pela graça vocês são salvos — e juntamente com ele nos ressuscitou e com ele nos fez assentar nas regiões celestiais em Cristo Jesus.” EFÉSIOS 2:4-6

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                             

Pr. Wellington Dias da Silva

Diretor Executivo Seminário Cristo Para as Nações

Pastor da Comunidade Evangélica Nova Vida

 

 

15 de abril de 2019

0 responses on "“EIS O CORDEIRO DE DEUS!” PÁSCOA"

    Leave a Message

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Somos associados:

                        

    Atendimento

    Av. Antonio Carlos 1769 em frente ao Hosp. B. Horizonte
    Belo Horizonte | MG

    Ligue para:
    31 – 3025.7222 whatsapp 31-991942000

    atendimento@cpn.org.br

    Seminário Cristo Para As Nações © 2019 . Todos os direitos reservados.Política de Privacidade

    Espere!

    Receba novidades e informações do CPN em seu email.
    Informe seus dados abaixo
    close-link
    X